contato@uniaoaposentadostransporte.org.br    Fone: (11) 2921-5747 | Fax: (11) 2976 7492


Descubra como ter uma boa saúde na terceira idade

Descubra como ter uma boa saúde na terceira idade

Postado [0DD] de [MM2], [YYYY]|01/07/2019 00:00:00

A cada ano as pesquisas sobre a população brasileira mostram que o número de idosos só cresce. Em 2016, uma pesquisa do IBGE apontou que 14,3% das pessoas do país possuem mais de 60 anos. Com uma população composta cada vez mais por idosos, cuidar da saúde na terceira idade é essencial. 

Hoje, no Brasil, a expectativa de vida é de 75 anos. Com tanta tecnologia e inovação, a idade das pessoas aumentou e, claro, a vontade de viver uma vida confortável também. 

Por isso, fique ligado nas dicas para ter mais saúde na terceira idade.

Estudos mostram que os nossos hábitos são responsáveis por 70% dos nossos fatores degenerativos. Ou seja, as nossas atitudes podem evitar doenças. 

Além disso, com a possibilidade de viver por mais anos, é natural querer viver bem. Afinal, com mais tempo para aproveitar a vida, é importante ter condições de aproveitá-la com conforto. Por isso, é essencial estabelecer medidas preventivas para se chegar à terceira idade com saúde

O que eu preciso fazer para ter saúde na terceira idade?

Para envelhecer com saúde é preciso criar uma rotina de atividades que cuidem do corpo e da mente de forma aliada. As principais são:

  1. Pratique exercícios físicos

Para manter a qualidade de vida durante os anos é essencial praticar exercícios físicos. Atividades que trabalham o corpo reduzem as chances de infarto e de depressão, melhoram o condicionamento físico e as capacidades cognitivas e ainda ajudam na socialização.

2.      Mantenha as atividades básicas do dia-a-dia

Quando falamos em praticar exercícios físicos é comum imaginar apenas atividades que dependem de grande esforço muscular. Mas existem muitas ações do dia-a-dia que ajudam a manter os idosos mais ativos e que, em muitas vezes, não dependem de outras pessoas para realizá-las. 

Exercícios como levantar da cama, comer, deitar, ir ao banheiro, tomar banho, arrumar a casa e ir às compras são atividades mais simples e que ajudam o idoso a se manter em movimento. 

3.      Pratique caminhada regularmente

 

 Estudos mostram que idosos que caminham cinco vezes por semana possuem 45% menos chances de sofrerem um infarto. A caminhada ajuda a melhorar o condicionamento físico e tem a vantagem de poder ser feita no ritmo de quem está praticando, respeitando sempre as suas limitações.

  1. Hidroginástica

A hidroginástica é uma das queridinhas da terceira idade. Por ser feita na água, os impactos dos músculos e das articulações são reduzidos. 

Outro ponto positivo é que, por ser feita em grupo, a hidroginástica ajuda na interação. Além disso, o aluno é acompanhado por um profissional, o que ajuda a reduzir a chance de dores e lesões.

5.      Pilates

O Pilates ajuda a trabalhar os músculos, a aumentar a resistência física e a melhorar o equilíbrio e a postura. Por ser sempre acompanhada por um fisioterapeuta, ela dá mais confiança para quem pratica.

  1. Boa alimentação

É preciso prestar ainda mais atenção ao que comemos durante a vida, mas, principalmente na terceira idade. Uma alimentação mais leve e saudável aumenta as chances de chegarmos aos 100 anos de vida. 

Envelhecer traz mudanças para o nosso organismo, como as funções hormonais, no metabolismo e, até alterações físicas. Depois dos 65 anos, é comum ter menos apetite, o paladar ficar menos apurado e aparecerem problemas de mastigação. Por isso, é importante ter uma alimentação balanceada. 

10 Passos para uma alimentação saudável 

  • Carboidratos fornecem energia para o corpo. 50% da dieta de um idoso deve ser composta por carboidratos complexos, como macarrão, arroz, milho, pão, batata, aveia, cará, inhame e aveia.   
  • As proteínas ajudam a proteção contra as doenças e auxiliam na reparação de tecidos que perdemos ao longo da vida. É recomendado consumir uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos por dia, sempre retirando as partes gordurosas. 
  • Por ser rico em cálcio, o leite e seus derivados ajudam a fortalecer os ossos, que costumam ser mais fracos nessa idade. Médicos recomendam o consumo de três porções por dia. 
  • Mastigue bem. Em caso de dificuldade, amasse, pique ou rale os alimentos. 
  • Faça, pelo menos, três refeições completas (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis diariamente. 
  • Três porções de frutas e três de verduras e legumes por dia ajudam a ter um organismo mais saudável. 
  • Alimentos gordurosos, como manteiga, azeite e óleos vegetais devem ser limitados a uma vez ao dia. 
  • Evite alimentos industrializados, como biscoitos, refrigerantes e sucos de caixinha. 
  • Beba, pelo menos, dois litros (seis a oito copos) de água por dia. 
  • Diminua o uso do sal na comida. Temperos como alho, cebola e ervas frescas são ótimos substitutos.

Lazer e saúde mental

Outro ponto importante para ter saúde na terceira idade é praticar atividades de lazer e que ajudem na saúde mental. Além de melhorar as capacidades físicas e psicológicas do idoso, ter horas para se dedicar a uma rotina prazerosa faz bem para a autoestima. Pesquisas apontam que exercitar a mente reduz os índices de demência.

Atividades como jogos em grupo, leitura, pintura, bordado, dança, cinema, teatro, viagens e passeios são ótimas opções para promover o lazer e, ainda, contribuem para saúde mental.

 Segurança na terceira idade 

Além desses cuidados, também é importante cuidar da segurança dos idosos. Muitas vezes, essas pessoas passam muito tempo sozinhas e podem possuir dificuldades de mobilidade, o que aumenta o risco de acidentes. 

Mas já existem diversas inovações tecnológicas que ajudam a garantir a segurança do idoso e contribuem para a saúde na terceira idade, sem que eles percam a sua liberdade e independência.

O botão do pânico 

Um exemplo de tecnologia é o botão do pânico. Além de dar segurança para o idoso, ele também ajuda a família a ficar mais tranquila ao deixar alguém sozinho em casa. 

Esse botão funciona de forma bem simples: é um aparelho que fica com o idoso e ele aperta em caso de emergência. Assim, a ajuda aparece mais rápido e se reduz a probabilidade de danos irreparáveis, como em casos de AVC e infartos. 

Quer saber mais sobre o botão do pânico? Aqui no blog da LIFELINK você encontra tudo sobre essa tecnologia.

 

Copyright ©  União dos Aposentados em Transportes     Todos os direitos reservados | by Maquinaweb